cienciahoje:

Insetos sintéticos

Sabe aquele pequeno mosquito pousado ali no canto da parede ou aquela abelha que fica zanzando perto dos doces? Já imaginou se, em vez de animais, eles fossem pequenos robôs espiões? Pode parecer traquitana de agende secreto britânico, mas o primeiro “robô-inseto” foi apresentado por pesquisadores da Universidade Harvard na semana passada.  

A invenção foi descrita na revista Science, acompanhada do vídeo que abre o post. O projeto é resultado de um trabalho de mais de uma década da equipe, para a resolução de uma série de desafios, que incluíram questões relacionadas ao peso, fonte de energia, controle da delicadíssima dinâmica de voo e até a fabricação das minúsculas peças necessárias à fabricação do robô.   

Apesar de se chamar RoboBee (abelha), o protótipo foi baseado nos movimentos de uma mosca. Ele pesa 80 miligramas e suas asas de 3cm de envergadura atingem 120 batimentos por segundo. Um dos pontos cruciais do desenvolvimento foi justamente o controle motor: para ter mais estabilidade, cada asa do modelo tem movimentos independentes.

Segundo os desenvolvedores, os robôs poderão ter diversas aplicações. Além das óbvias possibilidades militares, podem realizar operações de busca, ser aplicados com finalidades médicas, realizar análises ambientais e até ajudar na polinização – visto que os agentes naturais, especialmente as abelhas, estão a perigo. Para atingir os objetivos revolucionários do projeto, no entanto,  ainda serão necessárias mais pesquisas e observações da dinâmica da natureza. 

Via DiscoveryNews e TechHive.

Leia mais novidades sobre tecnologia e robótica no site da Ciência Hoje On-line.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s